novidades

« voltar
Sedentarismo mata 2x mais do que Obesidade
Sedentarismo mata 2x mais do que Obesidade
2015-01-30
Sedentarismo causa o dobro das mortes da obesidade, diz estudo da Universidade de Cambridge. 

O sedentarismo na Europa está relacionado com 676 mil mortes por ano, contra 337 mil da obesidade, num universo de 9,2 milhões de mortes. Os portugueses estão entre os que menos fazem exercício. 

Já caminhou uns minutos hoje? Acredite, é mais importante do que aquela salada ou prato saudável que ainda se está a mentalizar que terá de almoçar. É que o sedentarismo na Europa causa o dobro das mortes da obesidade, conta o El País. A Universidade de Cambridge agarrou-se aos números e chegou à conclusão que o sedentarismo está relacionado com 676 mil mortes, contra 337 mil da obesidade, num universo de 9.2 milhões de mortes por ano no Velho Continente. 

“A mensagem é simples: um pouco de atividade física por dia pode produzir benefícios evidentes na saúde das pessoas que agora estão inativas”, disse Ulf Ekelund, o homem que liderou a investigação, que até estava com a agulha apontada para outro lado: relação entre nutrição e cancro. Para tal, seguiram 334.161 europeus durante 12 anos. “Ainda que tenhamos descoberto que bastam 20 minutos para que se verifique uma mudança [positiva], na verdade deveríamos fazer mais. 

Mas também os obesos veem, obviamente, melhorias quando investem na atividade física. Se precisa de um incentivo, resta dizer que esses 20 minutos ao ritmo de Susana Feitor (atleta olímpica em marcha) poderão traduzir-se em 90 ou 100 calorias no bolso.

O El País lembra ainda outro estudo, desta vez espanhol, onde é referido que os espanhóis ingerem muito menos calorias hoje em dia — 3.008 em 1964 para 1.820 em 2013 –, mas que registam mais casos de excesso de peso, algo que 53,68% dos adultos sofre em Espanha. 

Se são ingeridas menos calorias, que nem sempre significa uma alimentação mais saudável, mas assumamos que sim, resta-nos apenas culpar o sedentarismo.

Mas Portugal não fica nada bem nesta fotografia. Nada. Juntamente com a Bulgária (78%) e Malta (75%), os portugueses são dos que menos praticam desporto ou alguma atividade física com regularidade, contava o Público, em março de 2014. A maioria (64%) afirmou então que não fazia qualquer desporto.

Em sentido contrário estavam os países do norte, como em tantas outras coisas: 70% dos suecos disse que faz desporto pelo menos uma vez por semana. Os dinamarqueses (68%) e finlandeses (66%) completavam então o pódio.


1. Ulf Ekelund, Heather A Ward, Teresa Norat, Jian'an Luan, Anne M May, Elisabete Weiderpass, Stephen S Sharp, Kim Overvad, Jane Nautrup Østergaard, Anne Tjønneland, Nina Føns Johnsen, Sylvie Mesrine, Agnès Fournier, Guy Fagherazzi, Antonia Trichopoulou, Pagona Lagiou, Dimitrios Trichopoulos, Kuanrong Li, Rudolf Kaaks, Pietro Ferrari, Idlir Licaj, Mazda Jenab, Manuela Bergmann, Heiner Boeing, Domenico Palli, Sabina Sieri, Salvatore Panico, Rosario Tumino, Paolo Vineis, Petra H Peeters, Evelyn Monnikhof, H Bas Bueno-de-Mesquita, J Ramón Quirós, Antonio Agudo, María-José Sánchez, José María Huerta, Eva Ardanaz, Larraitz Arriola, Bo Hedblad, Elisabet Wirfält, Malin Sund, Mattias Johansson, Timothy J Key, Ruth C Travis, Kay-Tee Khaw, Søren Brage, Nicholas J Wareham, and Elio Riboli. Physical activity and all-cause mortality across levels of overall and abdominal adiposity in European men and women: the European Prospective Investigation into Cancer and Nutrition Study (EPIC). Am J Clin Nutr, January 14, 2015 DOI: 10.3945/ajcn.114.100065
PARTILHAR:
Facebook     Twitter     Google Plus     P
tem alguma dúvida ?
Estamos aqui para ajudar em tudo o que pudermos. Visite a secção FAQ’s, caso não encontre a resposta pretendida contacte-nos por email ou telefone
Facebook
Subscreva a nossa newsletter
2014 © todos os direitos reservados a YOUFIT
developed by KUATTROdesign
Ao usar os nossos serviços, está a concordar com a nossa utilização de cookies para análise, conteúdo personalizado e apresentação de anúncios.